A Décima Segunda Epístola Paulina

A Carta de Paulo à Tito, a décima segunda das treze cartas de Paulo (de Romanos a Filemom [com Hebreus são quatorze, veja mais]). Tito, um jovem pastor, enfrenta a tarefa nada invejável de colocar em ordem a igreja em Creta. Paulo escreve aconselhando-o a nomear anciãos, homens de caráter espiritual comprovado em suas casas e negócios, para supervisionar o trabalho da igreja. Mas os anciãos não são os únicos indivíduos na igreja que precisam se sobressair espiritualmente. Homens e mulheres, jovens e idosos, têm suas funções vitais para cumprir na igreja, se quiserem ser exemplos vivos da doutrina que professam.

Em toda a sua carta a Tito, Paulo enfatiza a necessária e prática elaboração da salvação no cotidiano dos anciãos e da congregação. Boas obras são desejáveis e lucrativas para todos os crentes.

Esta terceira Epístola Pastoral é simplesmente intitulada Pros Titon, “Para Titus”. Ironicamente, esse também era o nome do general romano que destruiu Jerusalém em 70 dC e sucedeu seu pai Vespasiano como imperador.

Autor

Tito 1:1 identifica o apóstolo Paulo como o seu autor.

Quando foi escrito

A Epístola a Tito foi escrita em aproximadamente 66 dC. As muitas jornadas de Paulo estão bem documentadas e mostram que ele escreveu a Tito de Nicópolis em Épiro. Em algumas Bíblias, uma anotação da epístola pode mostrar que Paulo escreveu de Nicópolis na Macedônia. No entanto, não há conhecimento desse lugar e anotações não têm nenhuma autoridade por não serem autênticas.

Esboço

  • Prefácio e saudação (1:1-4)
  • Qualificação dos líderes da Igreja (1:5-16)
  • Instrução a vários grupos (2:1-15)
  • Justificação por graça como fundamento da ética cristã (3:1-11)
  • Saudações e bênção (3:12-15)

Propósito

A Epístola a Tito é conhecida como uma das Epístolas Pastorais, assim como as duas cartas a Timóteo. Esta carta foi escrita pelo apóstolo Paulo para incentivar o seu irmão na fé, Tito, o qual havia sido deixado em Creta para liderar a Igreja que Paulo havia estabelecido em uma de suas viagens missionárias (Tt 1:5). Esta carta aconselha Tito a respeito de quais qualificações deve-se buscar nos líderes da igreja. Ele também alerta Tito acerca da reputação daqueles que viviam na ilha de Creta (Tt 1:12).

Além de instruir Tito sobre o que procurar em um líder da igreja, Paulo também incentivou-o a voltar a Nicópolis para uma visita. Em outras palavras, Paulo continuou a discipular a Tito e a outros enquanto cresciam na graça do Senhor (Tt 3:13).

 

Fontes

  • Introdução traduzida de New King James Version® Copyright © 1982 by Thomas Nelson
  • Got Questions