O Décimo Quarto Livro Profético

Sofonias, o décimo quarto dos dezessete livros proféticos (de Isaías a Malaquias). Durante a agitada história política e religiosa de Judá, a reforma vem de tempos em tempos. A poderosa profecia de Sofonias pode ser um fator na reforma que ocorre durante o reinado de Josias – um “reavivamento” que produz mudança externa, mas não remove completamente o coração de corrupção interior que caracteriza a nação.

Sofonias martela sua mensagem repetidamente que o dia do Senhor, Dia do Julgamento, está chegando quando a malignidade do pecado será tratada. Israel e seus vizinhos gentios irão em breve experimentar a mão esmagadora da ira de Deus. Mas depois que o processo de correção estiver completo, a bênção virá na pessoa do Messias, que será a causa do louvor e do canto.

Tsephan-Yah significa “Yahweh Esconde” ou “Yahweh Escondeu”. Evidentemente, Sofonias nasceu durante a última parte do reinado do rei Manassés. Seu nome pode significar que ele estava “escondido” das atrocidades de Manassés.

O título grego e latim é Sophonias.

Autor

Sofonias 1:1 identifica o seu autor como sendo o profeta Sofonias.

Quando foi escrito

O Livro de Sofonias foi provavelmente escrito entre 735 e 725 AC.

Esboço

O livro de Sofonias pode ser dividido da seguinte forma:

  • O julgamento de Judá 1:22:3
  • O julgamento de nações 2:4-15
  • Os motivos do julgamento de Jerusalém 3:1-7
  • O remanescente e o reino Messiânico 3:8-20

Propósito

A mensagem de Sofonias de julgamento e incentivo contém três doutrinas principais:

  1. Deus é soberano sobre todas as nações.
  2. Os ímpios serão punidos e os justos serão recompensados no dia do julgamento.
  3. Deus abençoa aqueles que se arrependem e confiam nEle.

 

Fontes

  • Introdução traduzida de New King James Version® Copyright © 1982 by Thomas Nelson
  • Got Questions