A Primeira Epístola Paulina

A Carta de Paulo aos Romanos, a primeira das treze cartas de Paulo (de Romanos a Filemom [com Hebreus são quatorze, veja mais]), a maior obra de Paulo, é colocada em primeiro lugar entre suas treze epístolas no Novo Testamento. Enquanto os quatro Evangelhos apresentam as palavras e obras de Jesus Cristo, Romanos explora o significado de sua morte sacrificial.

Usando um formato de pergunta e resposta, Paulo registra a apresentação mais sistemática da doutrina na Bíblia. Romanos é mais que um livro de teologia; é também um livro de exortações práticas. As boas novas de Jesus Cristo são mais do que fatos para acreditar; é também uma vida a ser vivida – uma vida de justiça condizente com a pessoa, “justificada gratuitamente pela graça [de Deus] através da redenção que há em Cristo Jesus” (3:24).

Embora alguns manuscritos omitem “em Roma” em 1:7,15, o título Pros Romaious, “Aos Romanos”, foi associado à epístola quase desde o início.

Autor

Romanos 1:1 identifica o apóstolo Paulo como o autor do livro. Romanos 16:22 indica que Paulo usou um homem chamado Tércio para transcrever suas palavras.

Quando foi escrito

O livro de Romanos foi provavelmente escrito entre 56-58 AD.

Esboço

  • Prefácio e saudação (1:1-17)
  • Todos precisam de salvação
  • Deus salva as pessoas
  • A nova vida em união com Cristo
    • Justificados por Deus (5:1-21)
    • Livres do poder do pecado (6:1-23)
    • Livres do domínio da lei (7:1-25)
    • Livres pelo poder do Espírito Santo (8:1-30)
    • Vitória por meio de Jesus Cristo (8:31-39)
  • O povo de Israel no plano de Deus (9:111:36)
  • A vida cristã
  • Conclusão (15:14-33)
  • Saudações e oração de louvor (16:1-27)

Propósito

Como em todas as epístolas de Paulo às igrejas, o seu propósito em escrevê-las foi proclamar a glória do Senhor Jesus Cristo através do ensino da doutrina, assim como edificar e encorajar os crentes que receberiam a carta. De particular preocupação para Paulo foram aqueles a quem esta carta foi escrita – aqueles em Roma que foram “amados de Deus, chamados para serdes santos” (Rm 1:7). Porque ele próprio era um cidadão romano, ele tinha uma paixão única por aqueles na assembleia dos crentes em Roma. Já que Paulo não tinha, até este ponto, visitado a igreja de Roma, esta carta também serviu como sua introdução para eles.

 

Fontes

  • Introdução traduzida de New King James Version® Copyright © 1982 by Thomas Nelson
  • Got Questions