A Décima Terceira Epístola Paulina

A Carta de Paulo à Filemom, a última das treze cartas de Paulo (de Romanos a Filemom [com Hebreus são quatorze, veja mais]). O amor fraternal cristão realmente funciona, mesmo em situações de extraordinária tensão e dificuldade? Funcionará, por exemplo, entre um proeminente proprietário de escravos e um de seus escravos fugitivos? Paulo não tem dúvida! Ele escreve um “cartão postal” para Filemom, seu amado irmão e colega de trabalho, em nome de Onésimo – um desertor, ladrão e escravo anteriormente inútil, mas agora irmão de Filemom em Cristo.

Com muito tato e ternura, Paulo pede a Filemom que recebesse Onésimo de volta com a mesma gentileza com que ele receberia o próprio Paulo. Qualquer dívida que Onésimo deva, Paulo promete quitar. Conhecendo Filemom, Paulo está confiante de que o amor fraterno e o perdão prevalecerão.

Como esta carta é endereçada a Filemom no verso 1, ela se torna conhecida como Pros Philemona, “Para Filemom”. Como Primeiro e Segundo Timóteo e Tito, é dirigida a um indivíduo, mas diferente das Epístolas Pastorais, Filemom também é endereçado a uma família e uma igreja (v. 2).

Autor

O autor do livro de Filemom foi o apóstolo Paulo (v. 1).

Quando foi escrito

O livro de Filemom foi escrito em cerca de 60 dC.

Esboço

Propósito

A carta a Filemom é a mais curta de todas as obras de Paulo e lida com a prática da escravidão. A carta sugere que Paulo estava na prisão quando a escreveu. Filemom era um proprietário de escravos que também hospedava uma igreja em sua casa. Durante o tempo do ministério de Paulo em Éfeso, Filemom tinha provavelmente viajado para a cidade e, ao escutar a pregação de Paulo, converteu-se ao Cristianismo. O escravo Onésimo roubou seu senhor, Filemom, e fugiu, dirigindo-se a Roma e a Paulo. Onésimo ainda era propriedade de Filemom, e Paulo escreveu para suavizar o seu regresso ao seu mestre. Onésimo tornou-se um cristão (v. 10) como resultado da testificação de Paulo, o qual queria que Filemom aceitasse Onésimo como um irmão em Cristo e não meramente como um escravo.

 

Fontes

  • Introdução traduzida de New King James Version® Copyright © 1982 by Thomas Nelson
  • Got Questions