A Quinta Epístola Universal

A Primeira Carta de João, a quinta das oito cartas universais (de Hebreus a Judas). Deus é luz; Deus é amor; e Deus é vida. João está desfrutando de uma deliciosa comunhão com aquele Deus de luz, amor e vida, e ele deseja desesperadamente que seus filhos espirituais desfrutem da mesma comunhão.

Deus é luz. Portanto, para entrar em comunhão com Ele, devemos andar em luz e não em trevas. Ao andarmos na luz, regularmente confessaremos nossos pecados, permitindo que o sangue de Cristo nos purifique continuamente. Duas grandes barreiras para impedir essa caminhada serão se apaixonar pelo mundo e cair nas sedutoras mentiras dos falsos mestres.

Deus é amor. Desde que somos seus filhos, devemos andar em amor. De fato, João diz que, se não amamos, não conhecemos a Deus. O amor é mais do que apenas palavras; são ações. O amor é dar, não receber. O amor bíblico é incondicional em sua natureza. O amor de Cristo cumpriu essas qualidades e quando esse tipo de amor nos caracteriza, estaremos livres da autocondenação e experimentaremos confiança diante de Deus.

Deus é vida. Aqueles que têm comunhão com Ele devem possuir Sua qualidade de vida. A vida espiritual começa com o nascimento espiritual, que ocorre através da fé em Jesus Cristo. A fé em Jesus Cristo nos infunde na vida de Deus – a vida eterna.

Embora o nome do apóstolo João não seja encontrado neste livro, recebeu o título Ioannou A, a “Primeira de João”.

Autor

1, 2 e 3 João têm sido atribuídos, desde o início da igreja, ao apóstolo João, o qual também escreveu o Evangelho de João. O conteúdo, estilo e vocabulário parecem justificar a conclusão de que essas três epístolas foram dirigidas aos mesmos leitores que o Evangelho de João.

Quando foi escrito

O livro de 1João possivelmente foi escrito por volta do mesmo tempo que as outras cartas de João, 2 e 3 João, provavelmente entre 85 e 95 DC.

Esboço

  • Prólogo: O Verbo da vida (1.1-4)
  • Deus é luz: permaneçamos na luz
  • Deus é o nosso Pai: Andemos como filhos de Deus
    • Os filhos de Deus e os filhos do Diabo (3.1-24)
    • O Espírito de Deus e o do Inimigo de Cristo (4.1-6)
  • Deus é amor: Amemo-nos uns aos outros

Propósito

O livro de 1João parece ser um resumo que pressupõe o conhecimento dos leitores do evangelho escrito por João e oferece segurança para a sua fé em Cristo. A primeira epístola indica que os leitores foram confrontados com o erro do gnosticismo, o qual se tornou um problema mais grave no segundo século. Como uma filosofia da religião, o gnosticismo defendia que a matéria é má e o espírito é bom. A solução para a tensão entre os dois era o conhecimento, ou gnosis, através do qual o homem erguia-se do simples ao espiritual.

Na mensagem do evangelho, isso levou a duas falsas teorias sobre a pessoa de Cristo, Docetismo – acerca do Jesus humano como um fantasma Jesus – e Cerintianismo – teoria que assegurava que Jesus tinha uma dupla personalidade, às vezes humana e às vezes divina. O objetivo fundamental de 1João é estabelecer limites sobre o conteúdo da fé e dar aos crentes certeza da sua salvação.

 

Fontes

  • Introdução traduzida de New King James Version® Copyright © 1982 by Thomas Nelson
  • Got Questions